A Invasora, 2007, Julien Maury e Alexandre Bustillo – DOWNLOAD TORRENT EM MP4 LEGENDADO

Sarah, uma jovem fotógrafa, está sozinha na noite de Natal. Ela está assim desde que seu marido morreu num acidente de carro. Só e grávida, recebe apenas as visitas de sua mãe dominadora e de seu chefe egocêntrico. A noite de Natal é o último dia antes de ir para o hospital ter seu bebê. Mas o silêncio de sua casa é quebrado quando uma misteriosa mulher bate à sua porta.

Sarah desconfia e não atende. Todavia, a mulher se recusa a ir embora. Quando as coisas começam a se complicar, Sarah fica temerosa e chama a polícia, enquanto a mulher a observa pela janela. Ao chegar, a polícia não encontra a mulher em lugar algum e, depois de tranquilizá-la, vai embora. Sarah fecha a porta, sem saber que a mulher está dentro de sua casa. Enquanto a noite se transforma numa longa luta entre as duas mulheres, Sarah faz tudo o que pode para se proteger dos ataques, até sentir as primeiras contrações...


Algo tão forte, sinistro e estranho. Em sua mente será como um corpo estranho na córnea. Assisti há quase dois anos e não o compreendi.

Com tudo o que já VI, com a minha seletividade bastante crítica em relação ao que MEXE com nossa mente e coração, num TOP 3 dos filmes mais perturbadores, (ATENÇÃO!!) A Invasora estaria em 2º LUGAR, depois de Martyrs e seguido por Um Filme Sérvio. (Portanto, o mínimo pra ser digno deste Blog é assistir aos três! Hahahahah)

A L'INTÉRIEUR é um dos poucos splatter film do AE - o sangue jorra exacerbadamente e de modo teatral. Conheça mais sobre essa e outras expressões que designam e individualizam nossos filmes postados aqui
Repetindo o que já disse em algum outro post: QUE SAFRA DE FILMES FRANCESES ULTRAVIOLENTOS DELICIOSA, PORRA!!


-------------

Abaixo, comentários de Diego Penha publicado numa crítica do site Pipoca e Nanquim. Sinceramente, achei o melhor comentário sobre o ouro que este filme é.

Alguns trechos, visite a página para ler por completo: 
ATENÇÃO: SPOILERS - não leia antes de assisti-lo!

(...)Inicia-se com um acidente de carro, em que Sarah sobrevive, ao contrário de seu marido. O representante do discurso masculino é brutalmente extirpado do filme sem antes nos oferecer alguma luz sobre o que se passa neste recorte oferecido no filme. O masculino está dai para o fim fadado a nunca mais trazer nada de relevante ao discurso fílmico. Estará lá um homem apenas para nos salientar a incapacidade presente dentro da racionalidade de se entender o universo feminino. Dinâmica claramente apontada durante o exame, quatro meses após o acidente, realizado por um médico que não consegue com palavras conquistar uma manifestação amigável de Sarah. Ele não fala a “língua” dela; ela está presa em outro mundo.

Todos os homens que adentram a casa são sugados, por não poderem “enxergar” o que está acontecendo. A lógica masculina acaba impossibilitada de se comunicar com a lógica feminina. Todos os homens que decidem interromper o “ritual lilithico” acabam cegos – com os olhos perfurados, arrancados a tiro ou simplesmente no escuro. A cada sacrifício realizado em prol da grande deusa, as mães parecem ficar mais fortes e invencíveis. Consoante à impossibilidade de “enxergar” o mundo feminino, as mulheres do filme acabam que por impossibilitadas de “falar” e descrever o que este mundo significa. Tanto a mãe de Sarah quanto ela acabam por ter ferimentos nas gargantas.

O bebê dentro de Sarah é a esperança de que uma nova ordem seja restaurada, pois é um menino, que ainda está no imaginário, sem nome, quando o tiver entrará no simbólico masculino e escapará a perversão – isso se tudo desse certo, mas não o dá. Este bebê natalino, não é luz da razão prevalecendo sobre a insanidade, ele nasce sem nome de uma mãe sem face, irreconhecível e impossível de se descrever, uma mãe imaginária, não uma mãe real, nem simbólica. (...)


INFORMAÇÕES: ADORO CINEMA e INTER FILMES

1h19min, 1,59 GB
(neste torrent, legendas em PT-BR, ENG e ESP dentro da pasta 'Subtitles'. Mesmo assim, alternativa de legenda melhor linkada acima. Necessário ter conta no Legendas.TV)


1h19min, 1,36 GB

(Necessário ter conta no Legendas.TV)



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum arquivo/link off-line? Não reclame aqui. Acesse a parte superior e peça a repostagem no ''Links quebrados''.

Gostou do filme? Sua opinião é muito importante pra quem faz este Blog. Agradeça e vomite que receberei de bom grado.